Quando há conflitos envolvendo o Direito de Família, nosso primordial objetivo visa defender os interesses dos filhos, e sempre focado na reconciliação do casal, promovendo ações judiciais somente quando for necessário.

Porque muitas vezes o desequilíbrio familiar tem muito mais haver com o aspecto psicológico daquele momento peculiar, do que um ato que importe grave violação dos deveres do casamento e torne insuportável a vida em comum (Art. 1.572 do Código Civil).